segunda-feira, 29 de março de 2021

PARA SALVAR VIDAS, SISTEMA HAPVIDA MONTA 20 LEITOS DE UTI PARA O GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

 



Em 15 dias, o HAPVIDA montou e doou ao governo do estado de PE, 20 leitos de UTI, para enfrentar o auge da pandemia

O Sistema Hapvida não mede esforços para salvar vidas, principalmente nesse atual momento da pandemia. A partir de experiências que deram bons resultados em Wuhan, cidade na China, epicentro do surto do novo coronavírus, o Sistema Hapvida também utilizou contêineres no tratamento de pacientes no estado do Rio Grande do Norte, contribuindo para a reabilitação de pacientes que foram infectados, agora deslocou essa estrutura para Olinda, PE em socorro ao estado.

Com investimento de aproximadamente R$ 1 milhão, os contêineres contam com 250m² de área total, com camas e estrutura para receber os equipamentos. Desta forma, serão 20 leitos de UTI. Os contêineres já foram entregues pelo Hapvida, na manhã do último domingo (28/3).

Para André Melo, Vice-presidente administrativo do Sistema Hapvida, poder contribuir com mais suportes de atendimento, nesse momento tão difícil, é fundamental para vencer à Covid-19. “Pernambuco, assim como todo o Brasil, também está passando por uma fase delicada na pandemia. Com isso, cedemos esses contêineres que poderão salvar vidas. Esse investimento é para benefício de todos”.

Em meio a este cenário, o Hapvida reforça que as medidas de prevenção ao novo coronavírus devem ser tomadas por toda a sociedade e, somente com a contribuição de todos, será possível superar a pandemia.

 

terça-feira, 16 de março de 2021

Nespresso e Correios se unem para aumentar pontos de coleta de cápsulas em cidades brasileiras


Iniciativa pretende ser mais uma opção para consumidores descartarem cápsulas usadas

Em linha com o compromisso global de oferecer uma solução de reciclagem para cada consumidor, a marca líder em cafés porcionados irá disponibilizar uma base para recebimento de cápsulas de café usadas em unidades dos Correios. O projeto piloto é fruto de uma parceria inédita entre as duas organizações, como parte da estratégia da Nespresso em ampliar sua capacidade de reciclagem em nível nacional. A ação começou em Fortaleza e agora segue para outros importantes mercados: São Paulo, Piracicaba e Santos, inicialmente como piloto também.

Os consumidores podem levar suas cápsulas usadas e descartá-las em local determinado dentro da unidade dos Correios, que fará a transferência do material até o Centro de Reciclagem da Nespresso, localizado na região metropolitana de São Paulo, para separar o pó de café do alumínio, sem a utilização de água. "No processo de economia circular, o alumínio é infinitamente reciclável, ou seja, ele volta para o seu ciclo de vida em formas variadas, como bicicletas e canetas. Enquanto o pó de café será compostado, se tornando adubo orgânico", explica Cecilia. Os consumidores podem levar suas cápsulas usadas e descartá-las em local determinado dentro da unidade dos Correios, que fará a transferência do material até o Centro de Reciclagem da Nespresso, localizado na região metropolitana de São Paulo, para separar o pó de café do alumínio, sem a utilização de água. "No processo de economia circular, o alumínio é infinitamente reciclável, ou seja, ele volta para o seu ciclo de vida em formas variadas, como bicicletas e canetas. Enquanto o pó de café será compostado, se tornando adubo orgânico", explica Cecilia.

No Brasil, a Nespresso iniciou a reciclagem em 2011 e investe mais de R$ 5 milhões de reais por ano em ações ligadas à reciclagem. Desde 2011, atua com um sistema próprio de reciclagem, responsável por separar o pó de café do alumínio em seu Centro de Reciclagem. É possível conhecer o trabalho realizado pela empresa no local por meio do tour virtual. Atualmente, a companhia possui 200 pontos de coleta espalhados pelo Brasil e tem a meta de atingir 30% de reciclagem efetiva até dezembro de 2021. Tanto as cápsulas da linha doméstica quanto da linha profissional podem ser recicladas

A parceria com as agências nacionais dos Correios começa como um projeto embrionário, que pretende chegar a outros lugares, na medida em que evoluir. O presidente da estatal, Floriano Peixoto, ressaltou que "os Correios estão engajados em ações que promovam a sustentabilidade, fornecendo soluções acessíveis e confiáveis para aumentar a participação da população. A empresa tem adaptado seus serviços a essas necessidades, somando atitudes empresariais e individuais que gerem valor a sociedade".

Correios e Nepresso - pontos de coleta

Agência Central de Fortaleza
Rua Senador Alencar, 38, Centro, CEP: 60030-970, Fortaleza (CE)

Agência Central de São Paulo
Praça do Correio, s/n, Centro, CEP: 01031-970, São Paulo (SP)

Agência Santos
Rua Cidade de Toledo, 41, Centro, CEP: 11010-970, Santos (SP)

Agência Piracicaba
Av. Armando de Salles Oliveira, 1136, Centro, CEP: 13400-97, Piracicaba (SP)


Serviço

Tour Virtual ao Centro de Reciclagem da Nespresso

Link: https://www.nespresso.com/centro-de-reciclagem/tour-virtual






sexta-feira, 12 de março de 2021

Coletânea de artigos aborda o poder nas relações sociais


Obra publicada pela editora Livros Legais tem lançamento virtual marcado para o dia 10 de março, e foi organizada pelos professores Eduardo Milléo Baracat e Luiz Eduardo Gunther


Em 10 de março, o Selo Editorial Livros Legais lançou a coletânea de artigos “Poder nas Relações Sociais”, organizada pelos professores Eduardo Milléo Baracat e Luiz Eduardo Gunther. Com 510 páginas, a obra traz 15 artigos distribuídos em seis capítulos: Poder e Trabalho, Poder, Crime e Prova, Poder e Corrupção, Poder e Direito Administrativo, Poder e Democracia e Poder e Tributos. O livro aborda assuntos tratados nas disciplinas de Direito das Relações de Trabalho e Inclusão Social, do Programa de Mestrado e Doutorado do Centro Universitário Curitiba – UNICURITIBA. O lançamento será realizado no formato virtual e poderá ser acompanhado pelo https://animaeducacao.zoom.us/j/88256633110.

Os artigos foram elaborados por mestrandos e professores do PPGD do UNICURITBA e de outras instituições. A linha de pensamento adotada parte de marcos teóricos importantes - Max Weber (economia e sociedade), Michel Foucault (vigiar e punir), Niklas Luhmann (poder), Hannah Arendt (condição humana), Byung Chul Han (sociedade do cansaço) e Gilberto Dupas (tensões contemporâneas entre o público e o privado) -, e busca enfrentar diversas dimensões do poder na atualidade.

De acordo com o professor Eduardo Milléo Baracat, o primeiro capítulo traz estudos que investigam as relações entre poder e trabalho, enquanto o segundo cuida das relações entre o Estado e o criminalmente acusado e o criminalmente condenado, seja no âmbito da prova indiciária, seja no tocante à jurisprudência do STF, ou, ainda, na hipótese da responsabilidade acerca dos crimes financeiros. A terceira parte do livro reúne trabalhos que analisam a interface entre o poder e a corrupção, com ênfase ao estudo do compliance, enquanto mecanismo adequado para coibir práticas ímprobas no âmbito das grandes corporações.

O quarto capítulo, segundo o professor Luiz Eduardo Gunther, investiga precisamente os limites do poder de polícia no âmbito da pandemia da Covid-19, e o quinto analisa os impactos das fake news nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. Por fim, a sexta parte do livro trata da eficácia dos benefícios fiscais concedidos pela União para o setor privado para o combate da pandemia do novo coronavírus.

A temática central de “Poder nas Relações Sociais” permite, ainda, outras tantas abordagens que não puderam ser investigadas nesta obra, como, por exemplo, nas esferas do Direito de Família, ou, ainda, no Direito do Consumidor, “o que demonstra a riqueza e atualidade do tema, além da necessária continuidade de publicações como a da presente coletânea”, ressaltam os professores.

Além dos professores Eduardo Milléo Baracat e Luiz Eduardo Gunther, integram o rol de articulistas de “Poder nas Relações Sociais”: Adriane Garcel, Aline M. H. de Barros Detzel, Caroline Chiamulera, Douglas Rodrigues da Silva, Eduardo Biacchi Gomes, Franciano Beltramini, Gabriel Vieira de Souza, Gabriela M. H. de Barros Donate, Gustavo Henrique Rocha de Macedo, Jacqueline Vasconcelos Leoni, Jayne Letycia Stockmanns, José Laurindo de Souza Netto, Karen Paiva Hippertt, Karla Helenne Vicenzi Bana, Márcia Assumpção Lima Momm, Maria Victória da Fonseca Esmanhotto, Paloma Medrado, Robert Thomé Neto e Vicente Loiácono.

Ficha Técnica

“Poder nas Relações Sociais”, organização da coletânea de artigos dos professores Eduardo Milléo Baracat e Luiz Eduardo Gunther, Selo Editorial Livros Legais, 510 páginas, R$ 97,73.

terça-feira, 9 de março de 2021

Fundação José Luiz Egydio Setúbal lança Prêmio de Comunicação e Jornalismo


Reportagens e conteúdos devem tratar da saúde na infância

Estão abertas as inscrições para o Prêmio de Comunicação Fundação José Luiz Egydio Setúbal, lançado ontem (08/03), em todo o país. O objetivo é valorizar a produção de conteúdo jornalístico que trate da saúde de crianças e adolescentes, assunto primordial para o futuro da nossa sociedade. Podem ser inscritos materiais produzidos de junho do ano passado a junho de 2021, quando se encerram as inscrições. O resultado será divulgado em setembro, com premiação de R$ 50 mil reais divididos entre as categorias.

Com dez anos de trajetória, a Fundação José Luiz Egydio Setúbal é hoje um dos principais agentes de fomento à saúde infantil no país atuando por meio da assistência direta às crianças no Hospital Sabará (SP) e promovendo pesquisa e ensino no Instituto Pensi. Ainda gere o projeto Autismo e Realidade, faz advocacy junto à esfera pública e dissemina informação em várias plataformas como o canal do Youtube Saúde da Infância.

Agora, com o lançamento do prêmio, busca valorizar os talentos do jornalismo nacional, estimular o surgimento de novos expoentes na produção de conteúdo e atrair os estudantes de comunicação para a área. "Nossa Fundação pretende chamar a atenção para a causa da saúde da criança e do adolescente e, ao mesmo tempo, incentivar os profissionais de comunicação falar sobre este assunto tão importante e tão negligenciado no nosso país", afirma José Luiz Egydio Setúbal, presidente da fundação que leva seu nome.

Quem pode participar:

• Jornalistas, comunicadores em geral, produtores de conteúdo ("creators");

• Profissionais da área de saúde que produzam conteúdo focado no tema do prêmio;

• Sociedades médicas, organizações da sociedade civil, coletivos de comunicação que tenham iniciativas na área;

• Estudantes universitários de graduação (que concorrerão separadamente dos profissionais e comunicadores já formados em geral).

Quais as categorias:

• Texto: reportagens ou séries de reportagens em meio impresso ou digital;

• Áudio: reportagens ou séries de reportagens produzidas para rádio ou no formato podcast;

• Vídeo: reportagens ou séries de reportagens para a TV em geral ou em plataformas de vídeos como o YouTube ou Vimeo;

• Iniciativas digitais: conteúdos para sites/plataformas ou mídias sociais como Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter, dentre outras;

• Campanhas de comunicação: iniciativas produzidas por entidades de classe de saúde, ONGs ou coletivos de comunicação sobre temas relacionados à causa da saúde. As inscrições vão até o dia 11 de junho. O júri irá divulgar os nomes dos três finalistas de cada categoria no mês de agosto. Em setembro será anunciado o nome do "grande vencedor" para cada uma destas cinco categorias, tanto profissionais formados quanto estudantes, totalizando dez vencedores. Cada profissional será premiado com a quantia em dinheiro de R$ 8 mil, e cada estudante com R﹩ 2 mil. Informações completas e inscrições em: http://bit.ly/PremioFJLES

quarta-feira, 3 de março de 2021

Pernambucanas realiza ação social ao Hospital do GRAACC com participação de seus colaboradores

 


A instituição receberá uma doação de R$ 140 mil, proveniente das vendas do livro “Família é Tudo!”, idealizado pela varejista em parceria com a Editora MOL

A Pernambucanas, participou nessa sexta-feira (26/02), em São Paulo, de uma cerimônia de doação de R$ 140 mil ao Hospital do GRAACC, que é referência no tratamento de crianças e adolescentes com câncer. O valor é resultado da venda dos mais de 85 mil exemplares do livro “Família é Tudo!”, lançado pela Pernambucanas em outubro de 2020, em parceria com a Editora MOL.

A publicação reúne 50 frases ilustradas sobre o tema família, inspiradas nas mensagens postadas pelos colaboradores no Workplace, rede social interna da Pernambucanas, mostrando a percepção de cada um sobre o assunto. A ação reforça o DNA da companhia, que é marcado por empresa que gosta de gente, construindo um forte relacionamento com as famílias brasileiras, colaboradores e parceiros. A publicação, que foi disponibilizada nas mais de 400 lojas da varejista, pelo valor de R$ 4,90, teve as vendas esgotadas em apenas quatro meses após o lançamento.

“Nosso time esteve engajado em todos os momentos. Contribuiu com frases, ideias e percepções sobre família que nortearam todo o conteúdo da publicação e se tornaram embaixadores do bem, oferecendo o livro aos nossos clientes, ajudando assim a contribuir com a doação que estamos fazendo hoje. Promover essa corrente de solidariedade é muito significativo a todos nós, especialmente por ajudar tantas crianças. Para darmos continuidade ao projeto, já iniciamos a produção de um segundo livro, agora trazendo a importância de reconhecermos boas iniciativas”, afirma Sergio Borriello, CEO da Pernambucanas.

Outro importante objetivo do livro foi incentivar e democratizar o acesso à leitura no país. Por meio do conteúdo, os leitores puderam refletir sobre a diversidade das famílias, o respeito e o valor de cada relação.

"Sem dúvida, a Pernambucanas se tornou um grande case. Pudemos gerar uma doação muito relevante para um primeiro projeto e, mais do que isso, sentir o envolvimento de toda a diretoria da empresa, das lojas e seus colaboradores desde a sua concepção até a dedicação nos pontos de vendas. Não tenho dúvidas que, muito em breve, a Pernambucanas estará no grupo dos grandes cases de sucesso de doação nas lojas, não só da MOL, mas de todo o Brasil”, comenta Rodrigo Pipponzi, diretor executivo da MOL.

“O título do livro expressa exatamente a nossa percepção em relação aos pacientes e familiares que frequentam nosso hospital. A doação nos permitirá continuar oferecendo para as nossas crianças tratamento de excelência contra o câncer infantojuvenil, com todas as chances de cura”, ressalta Tammy Allersdorfer, Superintendente de Desenvolvimento Institucional do Hospital do GRAACC.

A cerimônia foi realizada em frente ao GRAACC, em São Paulo, e foi limitada a um número restrito de participantes cumprindo todos os protocolos de segurança.




Sobre a Pernambucanas

Há 112 anos, a Pernambucanas evolui junto com a família brasileira. Referência no varejo nacional, a companhia tem como marca registrada o pioneirismo e a contribuição para o progresso de diversas cidades do país. Conta com um time de estilistas que identificam as principais tendências mundiais da moda e oferece uma ampla variedade de produtos em moda, beleza, lar, eletroportáteis, telefonia e informática. Está presente em cerca de 300 cidades, em dez estados e no Distrito Federal, com mais de 400 lojas e cerca de 14 mil colaboradores. Além do varejo, a companhia tem a sua fintech, a Pefisa, braço financeiro do grupo, responsável pelo desenvolvimento e gestão dos produtos como a Conta Digital Pernambucanas, PIX, Carteira Digital, cartões, empréstimo pessoal e seguros. Sempre se reinventando e acompanhando às necessidades de seus clientes, a Pernambucanas oferece uma inovadora plataforma digital de relacionamento em varejo e produtos financeiros, com aplicativos, compra online, tablet (concessão de crédito 100% digital em 7 minutos), emissão instantânea de cartão com chip, atendimento digital e Wi-Fi grátis em todas as lojas.


Sobre a Editora MOL

A MOL é a maior editora de impacto social do mundo. Fundada em 2007, ela produz livros, revistas, calendários, jogos, álbuns de figurinhas e outros produtos editoriais vendidos em grandes redes varejistas a preços acessíveis, sempre com renda revertida para causas. Os produtos da MOL já doaram mais de R$ 38 milhões para 90 ONGs. Os cofundadores da empresa, Roberta Faria e Rodrigo Pipponzi, são empreendedores sociais reconhecidos nacionalmente pelo Prêmio Empreendedor Social da Folha de São Paulo e pela internacionalmente Fundação Schwab, braço social do Fórum Econômico Mundial.


Sobre o GRAACC

Criado em 1991 para atender crianças e adolescentes com câncer, o Hospital do GRAACC tornou-se, em pouco tempo, referência no tratamento do câncer infantojuvenil, principalmente em casos de maior complexidade. Possui uma parceria técnica-científica com a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) que possibilita, além de diagnosticar e tratar o câncer infantil, o desenvolvimento de ensino e pesquisa. O GRAACC é a primeira instituição do país, especializada em câncer infantojuvenil, a receber a acreditação da Joint CommissionInternational (JCI), uma das organizações mais renomadas do mundo na área de certificações em serviços de saúde, que reacreditou o hospital em 2020, quando foram realizadas mais de 32 mil consultas, além de cerca de 1500 procedimentos cirúrgicos e 20,5 mil sessões de quimioterapia. A instituição completará 30 anos de atividades em 2021. Neste período, o Hospital do GRAACC elevou o patamar do tratamento de alta complexidade do câncer infantojuvenil no Brasil, oferecendo a taxa média de 70% de chances de cura. Saiba mais sobre o trabalho do GRAACC em www.graacc.org.br