quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

DMCard compensa emissões de carbono em parceria com a Moss

Com 100% da compensação de gases emitidos pelas atividades administrativas, grupo de produtos financeiros conservará quase 4 mil árvores do bioma amazônico


A Moss, climatech pioneira e líder global na comercialização de créditos de carbono em blockchain, fez a compensação de 100% das emissões de carbono das atividades administrativas de 2021 da DMCard, grupo de produtos financeiros voltados para a concessão de crédito. Com isso, 3.967 árvores da floresta amazônica serão preservadas.

Esse cálculo é feito a partir de um diagnóstico do resultado direto e indireto das emissões de gases de efeito estufa das operações de uma companhia (consumo de energia elétrica, geração de vapor, calor ou refrigeração, por exemplo), avaliadas de acordo com o GHG Protocol (Greenhouse Gas Control) e seguindo determinações do Protocolo de Kyoto. No caso da DMCard, o diagnóstico realizado pela Moss sobre o impacto ambiental das atividades administrativas da empresa, que levou em consideração índices de consumo e emissão nacionais, revelou que foram emitidas 632 toneladas de CO2e.

A partir desse estudo, a compensação acontece de maneira equivalente com o crédito de carbono da Moss, o MCO2 Token - primeiro ativo digital verde verdadeiramente global lastreado em blockchain e que está vinculado a um crédito de carbono. Cada criptoativo corresponde a uma tonelada de gás carbônico que deixa de ser emitida na atmosfera em projetos de conservação da Amazônia.

“A Moss criou uma tecnologia que permitiu democratizar o acesso ao crédito de carbono tanto para empresas como para pessoas com consciência ecológica. Nunca foi tão fácil e seguro investir em projetos de preservação na Amazônia. Parcerias como essa fortalecem o propósito da Moss de combater o desmatamento e gerar impacto socioambiental positivo”, comenta Luis Adaime, fundador e CEO da Moss.

Os tokens compensados pela DMCard beneficiarão todos os projetos parceiros da Moss (Agrocortex, Ituxi, Santa Maria e Madre de Dios).

“Esta iniciativa faz parte do movimento de ESG que a DMCard iniciou em 2021 e que irá estender ano após ano. Nosso propósito é ampliar o acesso de toda população brasileira aos produtos financeiros, como o crédito, de modo sustentável, em todos os aspectos”, explica Fernando Oliveira, Diretor de TI da DMCard.

Vale destacar que a DMCard conquistou, com essa iniciativa, o selo Carbon Neutral. Isso significa que a empresa promoveu a compensação de todas as emissões de CO2 de um determinado ano.

Projetos apoiados pela Moss - Santa Maria, Madre de Dios, Agrocortex e Ituxi são projetos apoiados pela Moss e que impactam positivamente na conservação das Florestas da Amazônia e com o desenvolvimento social e econômico das comunidades locais.

Os projetos fornecedores de crédito de carbono passam por um processo de alta diligência - onde são visitados, investigados e analisados - além de serem certificados pela VERRA (maior e mais importante órgão de certificação do mercado voluntário global). A Moss foca na Amazônia porque esse é o maior ativo que a humanidade tem, e sua preservação é fundamental para o enfrentamento da crise climática.

Desde que entrou em operação, em 2020, a Moss já transacionou mais de 100 milhões de reais que ajudaram a conservar, aproximadamente, 735 milhões de árvores na Amazônia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário