Mostrando postagens com marcador jornalismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador jornalismo. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 3 de junho de 2022

GNI Local Lab: Google abre inscrições para programa de capacitação de negócios em jornalismo no Brasil

Programa oferecerá consultoria exclusiva para o desenvolvimento econômico sustentável de até 100 pequenos e médios veículos de todo Brasil

Estão abertas até 26 de junho as inscrições para o GNI Local Lab Brasil, projeto da Google News Initiative para apoiar o desenvolvimento de até 100 pequenos e médios veículos de comunicação locais e promover um ecossistema jornalístico mais sustentável, profissional e diversificado no país.

O objetivo do programa é capacitar empresas jornalísticas ao longo de 10 meses para que possam se desenvolver de forma sustentável e continuar produzindo conteúdos jornalísticos e informativos relevantes para as suas comunidades. Podem participar veículos impressos, digitais, rádios e emissoras de televisão em operação há pelo menos 12 meses e que empreguem de 2 a 100 jornalistas em suas redações.

Com a ajuda de especialistas e consultores, o GNI Local Lab fará uma análise aprofundada dos sites dos veículos participantes -- tanto do ponto de vista do desempenho quanto da monetização -- e compartilhará soluções por meio de relatórios, workshops e encontros.

O programa é realizado em parceria com três das mais importantes associações jornalísticas do país: Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER), Associação Nacional de Jornais (ANJ) e Associação de Jornalismo Digital (AJOR). Além da possibilidade de associados das entidades participarem do projeto e da mentoria das associações para os veículos selecionados, a parceria ainda vai trazer para todo o ecossistema de notícias uma série de workshops focados em entendimento do leitor brasileiro e melhores práticas para o trabalho jornalístico digital.

Ao todo, serão selecionados 100 veículos de comunicação para receber treinamento e apoio técnico do Google para desenvolver sua infraestrutura, melhorar a audiência e desenvolver estratégias de negócios no meio digital. A iniciativa faz parte dos esforços do Google para apoiar o jornalismo profissional e fortalecer os produtores originais de notícias locais.

O que é o GNI Local Lab?

É o programa da Google News Initiative para apoiar organizações jornalísticas locais dedicadas a produzir conteúdos originais no Brasil a aprimorar suas operações no meio digital. Os selecionados receberão treinamentos e apoio técnico para aumentar suas receitas digitais e melhorar o engajamento da audiência. O programa terá início em 1o de agosto de 2022 e irá até 30 de abril de 2023.

Quem pode participar?

  • Organizações e empresas jornalísticas de pequeno e médio porte registradas no Brasil que produzem conteúdo original.
  • Candidatos precisam operar há pelo menos 12 meses, possuir um site e empregar entre 2 e 100 jornalistas em tempo integral em suas redações.
  • Não serão consideradas candidaturas de veículos governamentais ou de indivíduos.

Como se inscrever?

As inscrições devem ser feitas preferencialmente em inglês, mas serão aceitas em português. Para participar, é preciso responder a um formulário e oferecer informações sobre o veículo. As inscrições estão abertas neste link até 26 de junho de 2022.


Como as candidaturas serão avaliadas?

Os candidatos serão selecionados de acordo com os critérios abaixo:
  • Qualidade da inscrição: com base nas informações fornecidas no formulário de candidatura
  • Modelos de monetização e negócios existente
  • Relevância na região/ comunidade para a qual essa organização produz conteúdo
  • Estrutura da organização para receber consultoria e implementação de tecnologia
  • Ter de forma estruturada os problemas de sua organização e objetivos-chave para acelerar sua digitalização.
  • Disposição para 'fazer acontecer' (implementar sugestões, participar de treinamentos, etc) e fornecer ao Google e aos fornecedores acesso a estratégias/plataformas de audiência e monetização (Analytics, Adsense, Tag Manager, etc)
  • Foco DEI: quanto sua organização produz e/ ou investe em diversidade, equidade e inclusão

Google News Initiative

A Google News Initiative (GNI) reúne o conjunto de esforços do Google para apoiar o jornalismo profissional e de qualidade em 120 países, inclusive no Brasil, com programas, financiamentos e treinamentos relevantes para os jornalistas no meio digital. Saiba mais.

terça-feira, 26 de outubro de 2021

Mariana Varella é a nova colunista de VivaBem


Em seus textos, a jornalista abordará temas relacionados a saúde pública


Para oferecer ainda mais análises de qualidade aos seus leitores, o UOL, maior empresa brasileira de conteúdo, tecnologia e serviços digitais, anuncia a estreia da jornalista de saúde Mariana Varella como colunista em VivaBem, plataforma de saúde e bem-estar do UOL.

Cientista social e editora-chefe do portal Drauzio Varella, Mariana vai publicar artigos semanais no VivaBem, às quartas-feiras. Pós-graduanda da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Mariana Varella conquistou recentemente o Prêmio Einstein +Admirados da Imprensa, sendo eleita a melhor colunista de saúde e bem-estar do país.

Em VivaBem, Mariana Varella vai abordar principalmente questões de saúde pública. "Ainda há pouco espaço para discutir o assunto na mídia. Falamos muito de doenças, seus sintomas e tratamentos, mas quase não abordamos as questões de saúde na perspectiva da saúde pública, que é fundamental em um país com o tamanho e as desigualdades do Brasil", acredita a jornalista.

Em seu primeiro artigo para VivaBem, Varella explicou por que acredita que saúde pública é, sim, política e não devemos ter medo de afirmar isso. Isso porque os maiores avanços em saúde são, em geral, frutos de políticas públicas bem articuladas e desenhadas, que consideram fatores socioeconômicos, raciais, ambientais e até comportamentais, além das evidências científicas que embasam os processos de decisão.

Já no segundo texto, ela discutiu o fim da obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre e defende que, para isso acontecer, é preciso reforçar a importância da utilização das máscaras em ambientes fechados. Mariana Varella ressalta que, em um momento no qual muitas fake news são disseminadas e há tanta desinformação sobre saúde, é fundamental ter um espaço para discutir e esclarecer assuntos como esses, que impactam diretamente na saúde coletiva.


Novos colunistas de Equilíbrio e Saúde

Além de Mariana Varella, o time de colunistas de VivaBem ganhou recentemente outros dois integrantes. O psicólogo Lucas Veiga estreou sua coluna no final de setembro. Com artigos publicados semanalmente às terças-feiras, o mestre em psicologia clínica pela UFF (Universidade Federal Fluminense) vai abordar assuntos sobre saúde mental e bem-estar.

Outra estreia foi a coluna da endocrinologista Fernanda Victor. Mestre em ciências da saúde na UPE (Universidade de Pernambuco), a médica irá publicar às quintas-feiras artigos que falam sobre como identificar, prevenir e tratar problemas cada vez mais comuns em nossa sociedade, como diabetes, obesidade, síndrome metabólica, disfunções da tireoide etc.

Para acompanhar a frequência de cada coluna, acesse o link.

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Inscrições no Prêmio Petrobras de Jornalismo terminam dia 02/07


Atenção, jornalista. Se você ainda não inscreveu sua reportagem para a quinta edição do Prêmio Petrobras de Jornalismo, não perca tempo. O prazo termina na segunda-feira, 2/7,  às 23:59. Podem concorrer os trabalhos veiculados entre 11 de janeiro de 2017 e 10 de fevereiro de 2018 e as inscrições devem ser feitas pelo site www.premiopetrobras.com.br.



Este ano, serão concedidos prêmios individuais que variam entre R$ 10 mil* e R$ 40 mil*, em 14 diferentes categorias. Uma novidade nesta edição é a categoria de Radiojornalismo, que contemplará a melhor reportagem veiculada em emissora de rádio sobre Economia, Ciência e Tecnologia, Sustentabilidade, Cultura ou Esporte.

Como nas edições anteriores, o Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo será concedido à melhor reportagem entre todas as inscritas. Também será concedido o Prêmio Especial de Inovação para o trabalho que se destacar pelo exercício do jornalismo de forma inovadora, entre todos dos inscritos.

Os trabalhos serão avaliados em duas etapas. Na primeira, uma Comissão de Pré-seleção, composta por jornalistas com experiência comprovada, selecionará 10 reportagens de cada categoria. Na segunda etapa, os trabalhos finalistas serão avaliados pela Comissão Julgadora, composta por profissionais com vasta experiência jornalística.

Os vencedores serão conhecidos na cerimônia de entrega dos troféus, em novembro, no Rio de Janeiro.

PRÊMIOS:

- GRANDE PRÊMIO PETROBRAS DE JORNALISMO: para a melhor reportagem, entre todas as inscritas – R$ 40 mil*.

- CATEGORIA ESPECIAL INOVAÇÃO: para o trabalho que se destacar pelo ineditismo de formato, pela técnica empregada, pela abordagem, pelo meio ou pela linguagem. Todas as matérias inscritas concorrem nesta categoria – R$ 25 mil*.

- ECONOMIA: reportagens de jornal, revista ou portais de notícias da internet que falem sobre a conjuntura econômica do Brasil – R$ 20 mil*.

- CIÊNCIA E TECNOLOGIA: reportagens de jornal, revista ou portais de notícias da internet que falem sobre ciência, tecnologia e inovação no Brasil – R$ 20 mil*.

- SUSTENTABILIDADE: reportagens de jornal, revista ou portais de notícias da internet que falem sobre meio ambiente e temas sociais brasileiros – R$ 20 mil*.

- CULTURA: reportagens de jornal, revista ou portais de notícias da internet que abordem manifestações culturais e artísticas do país – R$ 20 mil*.

- ESPORTE: reportagens de jornal, revista ou portais de notícias da internet que falem sobre atividades esportivas nacionais, profissionais ou amadoras, individuais ou coletivas – R$ 20 mil*.

- TELEJORNALISMO: reportagens de emissoras de televisão sobre qualquer um dos temas acima relacionados – R$ 20 mil*.

- RADIOJORNALISMO: reportagens de emissoras de rádio sobre qualquer um dos temas relacionados acima – R$ 20 mil*.

- FOTOJORNALISMO: coberturas fotográficas sobre qualquer um dos temas acima relacionados que, sozinhas ou como parte integrante das reportagens, foram capazes de transmitir o impacto de cenas do dia a dia ou de acontecimentos marcantes, cumprindo o papel disseminador da informação – R$ 20 mil*.

- REGIONAL NORTE/ CENTRO-OESTE: matérias de veículos (imprensa escrita, televisão ou rádio) com sede em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Tocantins, e Distrito Federal – R$ 10 mil*.

- REGIONAL NORDESTE: matérias de veículos (imprensa escrita, televisão ou rádio)  com sede na Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão – R$ 10 mil*.

- REGIONAL RJ-MG-ES: matérias de veículos (imprensa escrita, televisão ou rádio)  com sede no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo – R$ 10 mil*.

- REGIONAL SP-SUL: matérias de veículos (imprensa escrita, televisão ou rádio) com sede em São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – R$ 10 mil*.

*Valor bruto

quinta-feira, 22 de março de 2018

Estadão lança guia com dicas de inscrição para o Cannes Lions 2018

O Estadão, representante oficial do Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade, lança um guia completo para ajudar e orientar as empresas no processo de inscrição de peças na edição 2018 do festival: o DescompliCannes.

Em sua terceira edição, o guia foi produzido por Guilherme da Luz, especialista em festivais de propaganda. “Nosso maior desafio é orientar agências com verba limitadas e que têm condições de inscrever uma peça em até duas ou três categorias. A escolha correta da categoria e o alinhamento do case pode fazer toda a diferença”, explica Guilherme.

O guia pode ser acessado pelo link: http://canneslions.estadao.com.br/guia-de-categorias/

sábado, 23 de abril de 2016

Marcela Temer: uma só matéria, muitas visões de mundo em debate

A matéria de Veja sobre Marcela Temer, mulher do vice-presidente da República, Michel Temer, dentro da atual conjuntura política e social, pode ser analisada e criticada por meio de diferentes perspectivas: política, quando se foca na figura de seu marido e da crise atual que envolve a presidente Dilma Rousseff; o papel da mídia e do jornalismo, se tentamos entender o objetivo da Veja e dos meios de comunicação; e do empoderamento feminino/machismo, quando se observa o texto e as reações que eles suscitaram sobre a liberdade da mulher, que tomaram a praça pública na qual se transformou a internet.

Os papeis da mulher estão em constante debate
Alguns comentários criticaram Marcela Temer por ser "do lar", como se fosse demérito se dedicar a vida doméstica. Este artigo de Ruth Manus, publicado no Estadão, faz uma bela análise deste perspectiva ao falar das mudanças da mulher na sociedade ocidental, que nem sempre segue a velocidade que gostaríamos, e contribuem para "sermos livres e respeitadas, seja no lar ou seja no bar". É a diversidade da qual tanto se fala e que ainda estamos aprendendo a conviver com ela.

Respeitando-a como esposa e mãe, afinal são escolhas femininas também, podemos falar da nossa crítica à imprensa. No caso específico, a revista Veja que, mesmo criticando a falta de empoderamento feminino em algumas reportagens, mantém vícios de abordagem em outras matérias, como nesta. Existem vários trechos a serem destacados, mas vou me ater ao final dela, onde aparece a frase: "Michel Temer é um homem de sorte", pelo perfil da mulher que tem: bela, recatada, do lar, jovem e fogosa. Então, um homem que tem uma mulher independente não é tão sortudo assim, Revista Veja? Vale lembrar que o texto traz a assinatura de uma jornalista.

Li ainda críticas ao fato de Marcela Temer ser casada com um homem muito mais velho. Mas, penso que nós nada temos a ver com o relacionamento deles. Assim como não temos nada a ver com a vida e as escolhas de homossexuais, heterossexuais ou transsexuais. Parar de cuidar da vida alheia é um treino. Podemos até conhecer a história de vida, analisar, identificar tendências de comportamento, mas sem juízos de valor de certo ou errado. Este relacionamento não fere a integridade física de ninguém - Marcela não reclama de estar algemada, de ter sido prometida na infância ou coisa que o valha. Acredito que a vida dela poderia nos interessar como cidadãos, desde que ela fizesse parte do gabinete de Temer e ganhasse algum salário público sem trabalhar. 




Cabe observar ainda que a matéria não traz uma entrevista com Marcela Temer. Parece mais uma "cozinha", texto no qual se resgata informações que já foram escritas sobre ela, somada com algum tipo de bisbilhotice sobre sua rotina familiar. Faltam a esta matéria algumas características que descrevem uma boa notícia: não trouxe dados recentes ou inéditos; não é objetiva, pois o jornalista não buscou isenção; e nem trouxe algum fato de interesse público.

Alguns outros pontos a se observar: 1) existe uma falta de conhecimento e perspectiva para algumas pessoas criticarem a matéria; 2) O próprio Lula falou que o PT vai deslegitimar Temer, ou seja, começar a guerra da propaganda negativa contra ele, o que inclui a família. Então, alguns comentários que correram nas redes sociais têm este viés político evidenciado. Sobre todas as discussões em curso, resgato as palavras da historiadora Mary Del Priore, em uma entrevista para o site da BBC: "Faz parte do mundo contemporâneo termos opiniões diferentes, a complexidade desse Brasil são os "brasis" que esse país contém". Tenha opinião, mas não faça a guerra!



domingo, 20 de março de 2016

Novo livro analisa o jornalismo em um mundo digital, globalizado e dividido

Novidade no universo editorial debate as crises pelas quais os meios de comunicação atravessam nas últimas décadas e o papel do jornalismo nesse novo contexto. Contrastando com as verdades de um mundo em que as empresas digitais ditam comportamento e colocam práticas tradicionais em xeque, o livro Para além do código digital: o lugar do Jornalismo em um mundo interconectado, de Carlos Sandano, tem como objetivo reafirmar a importância de jornalistas intelectualmente bem-formados e eticamente responsáveis. A obra é lançamento da EdUFSCar, com apoio da Fapesp.


Carlos Sandano é mestre em Integração da América Latina e doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, docente no curso de Jornalismo da Universidade Mackenzie e diretor de conteúdo da Pluricom Comunicação Integrada. Na obra, o ator procura rever criticamente os valores tradicionais desta prática, como a imparcialidade e a objetividade, para em seguida afirmar que o Jornalismo se torna necessário quando amplia as narrativas humanas e cria um espaço público onde possa existir o diálogo.

No livro, Sandano traz análises de casos reais recentes, como o fechamento do jornal britânico News of the World, as charges anti-islâmicas do francês Charlie Hebdo, o Wikileaks, a Mídia Ninja e o ataque de consagrados colunistas brasileiros a um livro de alfabetização de adultos. Em breve, trarei resenha deste livro aqui no blog para vocês!

Título: Para além do código digital: o lugar do Jornalismo em um mundo interconectado
Autor: Carlos Sandano
Número de páginas: 190
Formato: 16 x 23 cm
Preço: R$ 38,00
ISBN: 978-85-7600-422-6
Mais informações sobre os livros publicados pela EdUFSCar estão disponíveis no site www.editora.ufscar.br


terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Prêmio de Jornalismo Medtronic está com inscrições abertas

Já estão abertas as inscrições para a quinta edição brasileira do Prêmio de Jornalismo Medtronic, criado para reconhecer e valorizar os profissionais de imprensa que informam a população sobre condições de saúde e tecnologias médicas. Esta edição permanece com as quatro categorias estabelecidas desde 2012: jornalismo impresso, telejornalismo, radio-jornalismo e online. Vencerá um participante por categoria e cada um receberá como prêmio o valor de R$ 5.000,00. Um Júri de Seleção, composto por profissionais de saúde e de jornalismo de competência reconhecida, elegerá os melhores trabalhos. A Medtronic é uma empresa referência em tecnologia, serviços e soluções de medicina, incluindo tratamentos para Doenças do Ritmo Cardíaco, da Coluna Vertebral, Produtos Biológicos, Cardiovascular, Neuromodulação, Diabetes e Tecnologias Cirúrgicas, entre outras áreas da saúde.

Os interessados em concorrer ao Prêmio de Jornalismo Medtronic 2015 deverão inscrever sua matéria, veiculada entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2015, e preencher a Ficha de Inscrição pelo site do Prêmio Medtronic* até 11 de março de 2016. As fichas preenchidas e o conteúdo digitalizado serão encaminhados ao júri após o prazo de inscrição. É importante lembrar que a matéria deverá ser sobre saúde e abordar alguma tecnologia médica.

Para mais informações, os jornalistas podem entrar em contato com Camile (camile.freitas@ketchum.com.br ou (11) 5090-8900 ramal 8767) ou Patrícia (patricia.torres@ketchum.com.br ou (11) 5090-8958). O Regulamento do concurso está disponível no site do prêmio: : www.premiojornalismomedtronic.com.br



terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Anhembi Morumbi realiza palestra gratuita sobre as redes sociais como alavancadora de negócios


A Anhembi Morumbi, integrante da rede internacional de universidades Laureate, em parceria com a E.life, empresa líder na América Latina em inteligência de mercado e gestão do relacionamento nas redes sociais, realiza, no dia 15 de fevereiro, às 19h30, no campus Paulista 1, a palestra “Internet das coisas na era da comunicação digital”. O evento, idealizado pela coordenação da Pós-graduação em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais, tem foco em aplicações práticas que já podem ser desenvolvidas no momento atual para alavancar negócios e incrementar a comunicação e o marketing das grandes marcas.
A palestra será ministrada por Bruno Queiroz, diretor de novos negócios na E.life, desde 2008, e sócio-fundador da DogLikers, além de ser o idealizador do aplicativo Au.Dote. “No final desta década existirão cerca de 50 bilhões de ‘coisas’ conectadas no planeta. Estas novas redes e subredes terão um profundo impacto em fábricas, no varejo e no marketing das grandes empresas. Precisamos nos preparar para isso”, afirma Queiroz. O workshop tem o objetivo justamente de discutir como criar valor para as organizações nesse cenário.
Para a coordenadora da Pós-graduação em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais, Rose Naves, a realização do evento é de extrema importância para mostrar uma tendência forte do mercado de comunicação. “A movimentação deste segmento e todas as formas de realização e aproximação com o público precisam sempre ser revistas pelos profissionais da área. É um processo de atualização e reciclagem permanente", considera.
 Palestra Gratuita: Internet das coisas na era da comunicação digital
Data: 15 de fevereiro, segunda-feira
Horário: das 19h30 às 21h
Local: Câmpus Paulista 1
Endereço: Av. Paulista, 2000 – Sala 205


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Imprensa: Conheça a nova HM em Revista, comandada pela jornalista Deise Garcia

Deise Garcia
Com 24 anos de carreira, a jornalista Deise Garcia está à frente de um novo e ousado projeto no mercado editorial brasileiro: o lançamento da HM em Revista, que vem com a proposta de ocupar uma lacuna na área de publicações direcionadas ao mercado de beleza profissional premium. 

Deise começou sua trajetória jornalística na Editora Abril e lá passou por várias redações, como Claudia, Boa Forma, Elle, Nova Beleza, entre outras. Nos últimos 7 anos, ela foi diretora de redação da revista Cabelos & Cia. Experiência não falta para esta moça, cuja carreira acompanho também há muitos anos. Interessada nessa novidade,  entrevistei Deise Garcia para o blog, que nos contou sobre suas metas e as pessoas que estão ao lado dela nessa empreitada.
   
Como surgiu a ideia de lançar a HM e qual a origem do nome?
Eu saí da Cabelos & Cia por causa da crise econômica que estamos encarando em 2015. O Jefferson Stevanato, meu sócio na HM em Revista, também estava passando por alguns problemas na revista You. Durante a mais recente edição da Beauty Fair, nós nos encontramos e pensamos: por que não juntamos tudo que dava certo em cada um dos títulos, eliminamos o que não funcionava e acrescentamos os pedidos que sempre ouvimos dos profissionais e da indústria? Ainda nessa fase de geração de ideias, conversei com uma grande amiga, Andrezza Torres, do Sebrae, que ficou muito empolgada. Naquele momento tive a certeza de que daria certo. HM diz respeito aos nossos temas principais: HAIR e MAKEUP. A revista será twist, com duas capas, uma para cada um destes temas. 

Você tem anos de experiência como repórter, editora e  também na direção de revistas importantes. Como essa trajetória ajudará na gestão da HM? 
Para começar, ganhei experiência administrativa, algo bem diferente do jornalismo. Também adquiri contatos com executivos de grandes empresas. Na parte prática, aprendi desde a criar e analisar um business plan até  interpretar pesquisas de mercado. Tudo isso ajuda muito na gestão.
Site da HM Revista será lançado em dezembro
Qual é a proposta da HM Em Revista? Ela será impressa ou só no ambiente web? Em quais plataformas estará presente? 
 A HM chega com a proposta de ocupar uma lacuna na área de beleza profissional premium. Temos poucas publicações para profissionais de beleza e nenhuma delas se encaixa no padrão premium. Ela será impressa, mas toda a campanha publicitária está focada no digital. Facebook e Instagram têm sido nossos canais de comunicação. Assim que lançarmos a revista, teremos nosso site próprio e forte presença nas redes sociais.

Quando a HM será oficialmente lançada e qual o público-alvo? 
O número zero sairá no começo de dezembro e será um revista bimestral. O público-alvo é formado por cabeleireiros, coloristas, maquiadores, assim como donos e gestores de salões. Mas é claro que queremos que os clientes folheiem a revista enquanto estão fazendo algum serviço no espaço de beleza.

Quais as pessoas que estão na equipe da HM? 
Jefferson e Deise
Jefferson Stevanato e eu somos sócios. Chamamos gente top premium para a nossa equipe de colaboradores. Imagine um time que junta as jornalistas Bel Ascenso, Lenita Assef, Simone Ota e Shamia Salem? De primeira linha!  E temos coisas bem diferentes em nossa estratégia. Destaco o DJ Johnny Harp que vai receber um ensaio fotográfico para, a partir dele, motar uma playlist. Todo mundo ouve música, especialmente enquanto cria. Outra novidade legal é a figura do relações públicas, que vai visitar os salões levando a revista em mãos. Quem vai fazer isso para a HM é o Zezinho Divanah.


Quais seriam, em sua avaliação, os principais desafios para os jornalistas no atual cenário do mercado editorial? 
Um dos desafios é prender a atenção do leitor, por isso temos que ousar na linguagem, no visual, no marketing. Na HM, estamos levando o digital para o papel e não o contrário. Percebemos que isso já tem sacudido o mercado e as pessoas estão muito curiosas. Ficamos felizes com essa movimentação e  vamos estar à altura desse burburinho (risos).



segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Jornalista Rosenildo Ferreira lança livro "Histórias Inspiradoras", que une empreendedorismo e sustentabilidade

Ao longo de quase 30 anos de carreira no jornalismo,  Rosenildo Ferreira descobriu  que o que lhe dá satisfação na profissão é a possibilidade de contar histórias de personagens inspiradoras. Foi com isso em mente que o profissional escreveu o livro "Histórias Inspiradoras", que será lançado oficialmente no dia 21 de outubro, num evento na Livraria da Vila, no shopping JK Iguatemi, em São Paulo. 

O projeto do livro nasceu em 2014 como um produto editorial do portal de notícias 1 Papo Retouma plataforma de mídia dedicada à promoção do debate da sustentabilidade e do empreendedorismo, que reúne universitários, profissionais liberais, empreendedores sociais, trabalhadores de empresas públicas e privadas e microempresários. 

"Inicialmente, selecionei 50 homens e mulheres que teriam seus perfis submetidos ao Prêmio Empreendedor Sustentável 2015. Mas,  no  decorrer do levantamento dos casos e da realização das entrevistas (pessoalmente, por telefone e por email) fui descobrindo que tinha um material rico em mãos. Um conjunto de histórias capazes de inspirar atitudes inovadoras em diversas áreas. Do convívio social, na árida metrópole, à desassistida vida no campo. Foi a partir desta constatação que decidi escrever o livro", explica Rosenildo.

As histórias estão agrupadas em duas partes. Na primeira, o jornalista faz um mergulho na gênese do trabalho de sete empreendedores, baseados em cidades de Norte a Sul do Brasil: Manaus (AM), Pentecoste (CE), Rio de Janeiro, São Paulo, Ubatuba (SP), Maringá (PR) e Porto Alegre (RS). "Optei por fazer uma imersão em seu dia a dia e no efeito gerado por seu trabalho, pois são brasileiros que sintetizam o inconformismo presente no espírito de todos os 50 empreendedores que aparecem no livro".

Para encontrá-los, Rosenildo viajou de carro, de avião, de barco e de bike. "Percorri sete mil quilômetros, entre março e agosto de 2014. Dormi em hotel de luxo, numa pousada charmosa à beira do rio Negro, em hotel de “quinta categoria” ao lado do aeroporto... Perdi o horário do voo, paguei duas vezes pela mesma passagem aérea, almocei em lanchonete de beira de estrada, em restaurante de luxo... Resumindo: diverti-me bastante e conheci pessoas acolhedoras, cheias de energia e disposição para trabalhar duro".

Na segunda parte do livro, o autor apresenta os 43 perfis restantes no formato resumido, obedecendo ao espírito do projeto original do Prêmio Empreendedor Sustentável 2015. O material foi agrupado em três blocos: Ativistas, Intuitivos e Tecnológicos, para facilitar o manuseio e a consulta no dia a dia. "Creio que ficará, em muitos casos, um gostinho de “quero mais”. Tomara que sim. Até porque, a ideia é instigar o leitor a usar algumas destas narrativas como fonte de inspiração para a sua vida e para os seus negócios", finaliza.

Nascido no Rio de Janeiro, Rosenildo Gomes Ferreira possui uma ampla experiência na área. Atuou nas redações do Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio Braziliense e O Estado de S. Paulo. Em 2014, foi eleito um dos “100 + Admirados Jornalistas Brasileiros”. Foi editor-assistente de negócios e colunista de sustentabilidade da revista IstoÉ DINHEIRO, cargo do qual se desligou recentemente (outubro/2015) .

O jornalista é integrante do Conselho Consultivo da Afrobras/Faculdade Zumbi dos Palmares e atua, há 11 anos, como professor-voluntário de atualidades, ética e direitos humanos no Cursinho Pré-Vestibular Griot XX de Novembro, na comunidade São Remo, em São Paulo.


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Histórias Inspiradoras - Autor: Rosenildo Ferreira
Editora: BATE PAPO livros e Editora Universidade Zumbi dos Palmares
Número de páginas: 205
Preço sugerido: R$ 35



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Comunicação online: Conheça a revista FIT, da jornalista Diana Cortez

O jornalismo tem passado por uma reformulação, com o advento da internet, com a convergência maior entre o impresso e o digital. Ao mesmo tempo, surgem veículos de comunicação que já nascem no ambiente eletrônico. Este é o caso da Revista Fit, criada pela jornalista Diana Cortez, uma profissional competente que conheço há muitos anos. E, com muita alegria, eu abro espaço no meu blog para a Diana falar sobre o projeto editorial e sobre os desafios de ser empreendedora.  Acompanhe! A Revista Fit está no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter como revistafitbr. 



Como surgiu a ideia de lançar a Revista Fit e qual é o conteúdo editorial?
O mercado editorial está passando por uma grande transformação no momento e os veículos impressos são os que mais estão sentindo o impacto. Por isso, a ideia foi criar um formato diferenciado de revista na internet, com cara de blog, mas conteúdo de revista feminina. Apresento matérias relevantes que trazem fontes sérias, mas em uma linguagem leve e com atualizações diárias. 

Quais os principais aprendizados nesse começo de carreira como empreendedora no mercado de comunicação?
Percebo que ter networking e bom relacionamento com as pessoas faz abrir portas e ganhar parceiros que vão dar aquele empurrão que todo empreendedor precisa. Também percebo não existe um limite, ou melhor, “o céu é o limite”! Quem é empreendedor quer mais e mais para tornar seu negócio um sucesso. Acredito ainda que sempre tive uma veia empreendedora e acabei tendo o empurrão que precisava para colocar isso na prática com a mudança atual do mercado. Nunca tive preguiça de trabalhar ou de colocar a mão na massa e isso também faz toda a diferença. Uma ideia que carrego sempre comigo, mesmo que pareça clichê, é: "O não eu já tenho, então, vamos buscar o sim! ;)"

Em qual faculdade se formou?
Sou formada em Comunicação Social, com ênfase em jornalismo pela Universidade Bandeirante de São Paulo e tenho pós-graduação em marketing pelo Mackenzie.

Quais veículos de comunicação nos quais já trabalhou?
Trabalhei na Editora Simbolo, no Grupo Meu Nenê. Lá cresci bastante em um período de 5 anos e passei de repórter a editora-chefe. Editava as revistas Meu Nenê, Guia do Bebê, Quarto do Nenê, Primeiro Enxoval e Gravidez Feliz. Nessa época, também colaborei com outras revistas da casa, como Corpo a Corpo, Viva Saúde, Dieta Já! e Uma. Também fui editora chefe das revista Dona&Cia e Baby&Cia, no final da editora Simbolo. Saí de lá e fui chamada para ser a editora-chefe da Revista SHAPE no Brasil, onde trabalhei por 6 anos. Fiz toda a adaptação do projeto para o Brasil, participei de workshops em Nova York, montei e coordenei toda a equipe de redação nesses anos. Antes da Editora Simbolo trabalhei como assessora de imprensa. Já estive dos dois lados e acredito que isso me ajuda a ter uma visão um pouco mais ampla nesse momento empreendedora.

Pensando em entrevistas e matérias, quais foram as mais marcantes em sua carreira?
Nessa área de beleza, o que foi mais marcante foi a entrevista exclusiva que consegui fazer com a atriz hollywoodiana, Megan Fox. O foco foi a volta à forma depois do nascimento do primeiro filho.

Em sua avaliação, quais devem ser os diferenciais de um jornalista que atua com beleza, fitness e bem-estar?
Acredito que os diferenciais não mudam muito dos jornalistas de outras editorias. A ideia é buscar o novo: a notícia e apresentá-la de uma forma interessante e responsável.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

ESPM oferece curso gratuito sobre empreendedorismo para jornalistas


A ESPM realizará, nos dias 23 e 24 de junho, das 8h30 às 13h, a 40ª edição do Imprensa na Escola, curso gratuito para jornalistas que acontecerá no campus Francisco Gracioso, localizado na Rua Dr. Álvaro Alvim, 123, na Vila Mariana, em São Paulo. O tema deste edição é "Empreendedorismo",

Esta edição foi desenvolvida pela professora Letícia Menegon, coordenadora da Incubadora de Negócios ESPM, e Marcelo Pimenta, professor de Gestão da Inovação da pós-graduação lato sensu da ESPM-SP.

As vagas são limitadas e os jornalistas interessados devem realizar a inscrição com Gislaine Felipe, gislaine.felipe@spga.com.br ou pelo telefone 11-3078-2104. A inscrição será efetivada após a confirmação da vaga e o preenchimento da ficha de inscrição.

Imagem

quinta-feira, 19 de março de 2015

Inscrições abertas para o Prêmio Jornalista Tropical 2015

Reconhecer o trabalho de quem contribui com a divulgação de informações relevantes sobre temas relacionados à Medicina Tropical. Com este objetivo, a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT) criou, em 2014, o prêmio Jornalista Tropical.

A proposta é valorizar profissionais da área de comunicação que colaboram para disseminar informações e conhecimentos à população, ajudando na prevenção e no controle de doenças e epidemias, como: dengue, malária, leptospirose, hepatites, esquistossomose, Aids, acidentes de motocicletas, crack e outras drogas, fome, febres hemorrágicas, poluição intradomiciliar, violência, entre outras.

Os interessados podem enviar material veiculado (impresso ou edição online), até o dia 30 de março de 2015, para o endereço eletrônico: ascomsbmt@gmail.com, indicando o assunto: Prêmio Jornalista Tropical 2015. No e-mail, também deve constar telefone para contato. Os selecionados serão informados por e-mail ou telefone. A premiação contemplará duas categorias: o jornalista e o veículo. Podem se inscrever ou indicar matérias produzidas entre 15 de maio de 2014 e 15 de março de 2015.

Além do prêmio em dinheiro, os ganhadores serão convidados a participar da abertura do 51º Congresso da SBMT, que será realizado em Fortaleza, de 14 a 17 de junho, sem custo, para receberem o título de Jornalista Tropical 2015 – reportagem e veículo.